Secretaria da Fazenda cassa o alvará de festa no bairro Campo Novo

Vereador não apresentou documentação da entidade e licença ambiental da festa

A festa que o vereador Admilson Brum pretende promover nos dias 17, 18 e 19 deste mês teve o alvará revogado pela Secretaria Municipal da Fazenda. De acordo com a secretária, Gardiane Oliveira, a revogação se deu porque o vereador não apresentou a documentação legal para obter a licença de realização do evento. “Na altura da concessão do alvará, a secretaria estava sob o comando interino de outro servidor e ele não exigiu toda a documentação legal. Por isso nós dedicimos revogar o alvará até que o vereador apresente a documentação,”, disse Gardiane.

Ainda segundo a secretária, o vereador assinou como presidente do Centro Comunitário do Bairro Campo Novo, mas não apresdentou documentos como o cnpj e outros, além de não ter licednça ambiental para o evento, que pretende ter música ao vivo até as 2h da madrugada, em uma área totalmente residencial. “Ele esteve aqui novamente com alguns documentos, reclamou de perseguição, mas, na verdade, só estamos cumprindo a legislação. Ele, precisa, por exemplo, instalar banheiros quúimicos no local e tem que nos comprovar também que contratou esse serviço,” alerta Gardiane.

A secretária lembra ainda que a festa estará acontecendo em pleno período eleitoral, promovida por um vereador e uma entidade pública, o que, se não for ilegal é, no mínimo, imoral.

Recentemente o site Impacto de Notícias, divulgou que o vereador não seria o presidente do Centro Comunitário do Bairro Campo Novo, cuja direção estaria em nome de outra pessoa. O site informou também que o vereador colocou a sua assessora de gabinete na Câmara, para vender publicidade da festa junto aos empresários da cidade, o que configuraria crime.

A sede da entidade está em situação de completo abandono. O local, segundo moradores, vem se tornando habitat de ratos, baratas e outros bichos e insetos nocivos à saúde humana. Dfe acordo com o vereador, a festa no bairro, com vários cantores regionais visa angariar recursos para a construção da área coberta, cujos postes estão fixados no local desde 2016.

Um morador das proximidades, que pediu para ter sua identidade preservada, disse que às vésperas da campanha eleitoral de 2016 o mesmo vereador, então radialista, Brum também realizou uma festa e chegou a dizer na rádio Jovem Barra FM que o dinheiro seria para construir a tão sonhada cobertura e o palco da sede da associação. Mas apenas os postes foram colocados no local. (Weber Andrade)

Material abandonado ao tempo no pátio da associação
COMPARTILHAR