Merenda escolar terá mais de 50% de produtos do município

Alencar Marim participa de reunião com agricultores familiares

O presidente da Federação dos Produtores de Agricultura Familiar de Barra de São Francisco, Aguinaldo Alberti e a maioria dos 41 agricultores familiares que vão fornecer os produtos agrícolas do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) estiveram reunidos na manhã desta sexta-feira, 3 de agosto, no auditório da Secretaria Municipal de Educação, para uma reunião de trabalho, com a presença do prefeito Alencar Marim.

Na oportunidade foram apresentados os números do Pnae desde 2011, pela nutricionista Joyce Rodrigues.

As informações da nutricionista apontam para um grande crescimento no volume de produtos adquiridos, nos valores e também no número de produtores que atendem ao programa. De acordo com ela, em 2011, quando o programa teve início, eram apenas 16 produtores e poucos produtos. Em 2016, por exemplo, eram 26 produtores e, este ano, já são 41 produtores e 32 produtos.

Ainda de acordo com dados da nutricionista, em um ano houve um aumento de 56% an compra de produtos da agricultura familiar para merenda escolar

Segundo os dados apresentados por Joyce, em 2011, 30 agricultores forneceram uma variedade de 16 produtos, através de chamada pública no valor de R$ 109.015,00. Agora em 2018, 41 produtores fornecem uma variedade de 32 produtos, com uma valor de chamada pública de R$ 272.098,00.

Ainda assim, fazendo uma comparação em um prazo mais curto, em 2017 eram adquiridos em produtos da agricultura familiar cerca de 32% do valor repassado do FNDE para o PNAE. Em 2018 essa porcentagem vai ultrapassar a marca de 50%.

Toda evolução apresentada durante a reunião foi comemorada pelo prefeito Alencar Marim, que aproveitou para agradecer pelo empenho dos agricultores, que somado a assessoria prestada pela Secretaria de Agricultura e trabalho da equipe da merenda escolar, tem garantido sempre produtos de qualidade.

O Pnae busca atender a obrigatoriedade de aquisição de, no mínimo, 30% dos produtos utilizados na merenda escolar, de agricultores familiares e/ou empreendedores familiares rurais, mas, de acordo com a nutricionista Joyce, esse ano a compra pode chegar a mais de 50%.

O prefeito Alencar Marim, que se reuniu com os membros da federação e do Incaper, antes do evento, salientou que sua administração tem se preocupado em oferecer oportunidades de comercialização dos produtos hortícolas, como verduras, legumes e fruta – também para atender a Compra Diretora de Alimentos (CDA), via Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) e ainda para atender aos supermercados e quilões, com a compra direta do produtor. “Nossa meta é que um dia possamos ser independentes de outras praças para atender nossas necessidades de legumes e verduras”, deseja.

De acordo com Aguinaldo, serão 41 agricultores familiares envolvidos no programa, fornecendo quase 120 toneladas de mais de 20 itens, como abacates, quiabo, feijão novo, maracujá e muitos outros.

A nutricionista responsável pela lista de compra dos produtos da agricultura familiar, Joyce Rodrigues, esclarece que, apesar da chamada pública contemplar também a agroindústria, a aquisição leva em conta a quantidade de alimentos e o fato de não serem industrializados. (Weber Andrade)

COMPARTILHAR