Jovem que confessou ter matado pastor em Vila Velha é liberado

O pastor foi morto dentro do apartamento em que morava, na Praia da Costa, em Vila Velha

O ajudante de pedreiro Wellington Mates de Amorim, de 21 anos, preso na última segunda-feira (7), após confessar ter matado o pastor Ericsson Roza Soares, de 37 anos, em Vila Velha, foi liberado na madrugada desta segunda (8).

Segundo a Polícia Civil, ele foi indiciado pelo crime de homicídio consumado e se apresentou espontaneamente à polícia. Wellington foi encaminhado à delegacia e, por isso, de acordo com a lei, não foi preso em flagrante. Ainda de acordo com a polícia, o caso foi encaminhado à Justiça.

Ericsson foi morto a facadas dentro do apartamento em que morava, na Praia da Costa, em Vila Velha. Ele era pastor de uma igreja Quadrangular em Vitória, onde trabalhava desde os sete anos de idade. O corpo do pastor foi encontrado pelo sobrinho que acionou a polícia.
COMPARTILHAR