Escola Viva vai oferecer 20 mil vagas em tempo integral para 2018 – BARRA DE SÃO FRANCISCO E REGIÃO

Novo modelo de Ensino Médio em turno único, visa trazer inovações pedagógicas e de gestão, orientando o jovem a ser protagonista e a construir seu projeto de vida.

O Programa Escola Viva do governo estadual vai abrir 20 mil vagas para o próximo ano letivo em mais 15 novas unidades. O anúncio foi realizado nesta sexta-feira (29) pelo secretário de Estado da Educação, Haroldo Rocha, durante coletiva de imprensa, junto com a divulgação do calendário de Chamada Pública Escolar. O programa do Governo do Estado oferece ensino de tempo integral para estudantes do Ensino Médio. Para 2018,  serão 32 unidades do Escola Viva em diversas regiões do Estado.

“Estamos cada vez mais ampliando o número de unidades em tempo integral no Estado. O nosso compromisso com a Educação é para formar uma juventude de alto nível de conhecimento e preparada para o mundo de hoje. A Escola Viva é uma ferramenta atrativa e de resgate para os jovens. Esse não é só um projeto educacional, é um projeto de vida para a nossa juventude. A escola precisa ser uma ferramenta de emancipação humana para que o indivíduo possa progredir. Para 2018, já estão confirmadas mais 15 unidades. Somando, teremos 32 escolas proporcionando um leque de oportunidades para os jovens capixabas”, destacou o secretário de Estado da Educação, Haroldo Rocha.

A Grande Vitória contará com mais seis novas Escolas Vivas. São elas: Escola Estadual Fernando Duarte Rabello, em Vitória; Escola Estadual Galdino Antônio Vieira, em Vila Velha; Escola Estadual Novo Horizonte, na Serra; Escola Estadual Itagiba Escobar, Escola Estadual José Leão Nunes e Escola Estadual Maria Penedo, em Cariacica.

No interior do Estado, municípios de Norte a Sul serão contemplados com a educação em tempo integral. Em Aracruz, São Gabriel da Palha, Barra de São Francisco e Baixo Guandu as vagas serão ofertadas nas escolas Monsenhor Guilherme Schmitz, São Gabriel da Palha, João XXIII e Baixo Guandu, respectivamente.

Em Cachoeiro de Itapemirim, que desde 2016 possui a Escola Viva Francisco Coelho Ávila Junior, a segunda unidade Escola Viva no município ficará na Escola Estadual Liceu Muniz Freire. Já no município de Alegre, os projetos de vida serão construídos na Escola Estadual Aristeu Aguiar, em Mimoso do Sul, na Escola Estadual Antônio Acha, em Itapemirim, na Escola Estadual Washington Pinheiro Meirelles e em, Anchieta, no Sesi-Senai.

Toda estrutura física e de pessoal já está sendo viabilizada para a implantação do programa nas novas unidades, onde os estudantes terão um período de turno único, com permanência de 9h30 na escola. Laboratórios, salas temáticas, auditório, biblioteca, refeitório, quadra poliesportiva e ginásio esportivo.

Escola Viva

A Escola Viva é um novo modelo de Ensino Médio em turno único, que traz inovações pedagógicas e de gestão, orientando o jovem a ser protagonista e a construir seu projeto de vida.

A Escola Viva possui um currículo diversificado, com organização curricular flexível. O currículo escolar conta com as disciplinas obrigatórias (Português, Matemática, Química, Física e etc.) e também eletivas, em que os estudantes escolhem de acordo com seu interesse e aptidão. A escola disponibilizará um rol de disciplinas eletivas com temas como Cinema, Teatro, Robótica, entre outras disciplinas, oferecidas semestralmente.

Além da estrutura diferenciada e do currículo inovador, na Escola Viva os profissionais possuem dedicação integral e o tempo que o aluno permanece na escola será de 9 horas e 30 minutos. A carga horária será das 7h30 às 17 horas, sendo 1h20 minutos para o almoço e dois intervalos de 20 minutos para o lanche, ofertados dentro da escola.

O programa Escola Viva possui um conjunto de inovações: acolhimento aos estudantes, às equipes escolares e às famílias; avaliação diagnóstica/nivelamento; disciplinas eletivas; salas temáticas; ênfase prática sem laboratórios; tecnologia de gestão educacional; tutoria; aulas de projeto de vida; aulas de práticas e vivências em protagonismo; aula de estudo orientado; e aprofundamento de estudo (preparação acadêmica/mundo do trabalho).

O Programa de Escolas Estaduais de Ensino Médio em Turno Único, denominado “Escola Viva”, foi instituído pela Lei Complementar Nº 799.

Confira as Novas Unidades

ALEGRE

ESCOLA ESTADUAL ARISTEU AGUIAR

655 Vagas (9º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio)

ANCHIETA

SESI-SENAI

480 Vagas (Ensino Médio)

ARACRUZ

ESCOLA ESTADUAL MONSENHOR GUILHERME SCHMITZ

600 Vagas (Ensino Médio)

BAIXO GUANDÚ

ESCOLA ESTADUAL BAIXO GUANDÚ

600 Vagas (Ensino Médio)

BARRA DE SÃO FRANCISCO

ESCOLA ESTADUAL JOÃO XXIII

640 Vagas (Ensino Médio)

CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM

ESCOLA ESTADUAL LICEU MUNIZ FREIRE

700 Vagas (Ensino Médio)

CARIACICA

ESCOLA ESTADUAL ITAGIBA ESCOBAR

600 Vagas

(6º ao 9º ano do Ensino Fundamental)

ESCOLA ESTADUAL JOSÉ LEÃO NUNES

600 Vagas (7º ao 9º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio)

ESCOLA ESTADUAL MARIA PENEDO

600 Vagas (Ensino Médio)

ITAPEMIRIM

ESCOLA ESTADUAL WASHINGTON PINHEIRO MEIRELLES

640 Vagas (Ensino Médio)

MIMOSO DO SUL

ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO ACHA

655 Vagas (9º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio)

SÃO GABRIEL DA PALHA

ESCOLA ESTADUAL SÃO GABRIEL DA PALHA

700 Vagas (Ensino Médio)

SERRA

ESCOLA ESTADUAL NOVO HORIZONTE

640 Vagas (Ensino Médio)

VILA VELHA

ESCOLA ESTADUAL GALDINO ANTÔNIO VIEIRA

550 Vagas (6º ao 9º ano do Ensino Fundamental)

VITÓRIA

ESCOLA ESTADUAL PROFº FERNANDO DUARTE RABELO

800 Vagas (Ensino Médio)

COMPARTILHAR