Datafolha confirma crescimento da candidatura de Haddad

Apoiado por Lula, Fernando Haddad, na foto com a vice Manuela, tem crescido nas pesquisas

O Datafolha divulgou nesta quinta-feira, 20, o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa, encomendada pela Rede Globo e Folha de São Paulo, ouviu 8.601 eleitores em 323 municípios, na terça-feira, 18 e na quarta-feira, 19, em 323 municípios. O candidato da extrema direita, Jair Bolsonaro, continua liderando a corrida, com 28% das intenções de voto, mas o espaço entre ele e o candidato do PT, Fernando Haddad, vem diminuindo a cada nova pesquisa.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Em relação ao levantamento anterior do instituto, divulgado na sexta-feira, 14, Jair Bolsonaro foi de 26% para 28%; Haddad passou de 13% para 16%; Ciro se manteve em 13%; Alckmin se manteve com 9%; e Marina foi de 8% para 7%.

Rejeição – O Instituto também perguntou em quais candidatos o eleitor não votaria de jeito nenhum no primeiro turno da eleição para presidente. O candidato Jair Bolsonaro continua liderando com folga também nesse quesito.  A margem de rejeição do candidato subiu de 39% em 22 de agosto, para 44% no dia 14 deste mês e agora está em 43%.

A candidata da Rede, Marina Silva, tem a segunda maior rejeião (32%), seguida de Haddad (29%) e de Geraldo Alckmin (24%). O candidato do PDT, Ciro Gomes tem a menor taxa de rejeição (22%) entre os candidatos com chance de ir ao segundo turno.

Segundo Turno – Nas simulações de segundo turno, apenas o candidato Ciro Gomes venceria qualquer dos adversários. O candidato Jair Bolsonaro está em situação de empate técnico com todos os demais. O candidato do PT, Fernando Haddad perderia pra Geraldo Alckmin e Ciro, empata com Bolsonaro e Marina Silva. (Weber Andrade com informações do site G1)