Cadastro biométrico tira 1,5 mil eleitores de ADN e Vila Pavão

Água Doce do Norte perdeu mais de mil eleitores devido ao cadastro biométrico

Dois dos quatro municípios da região noroeste capixaba – Água Doce do Norte e Vila Pavão – vão perder eleitores devido à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de rejeitar pedido de liminar feito pelo PSB para evitar o cancelamento dos títulos de eleitores que não realizaram o cadastramento por biometria nas localidades que foram escolhidas pela Justiça Eleitoral.

Em Água Doce do Norte, o número de eleitores registrados em março de 2016, logo após o encerramento do prazo para o cadastramento, era de 11.057 eleitores. Em maio deste ano, após o fim do prazo para solicitação do título ou registro eleitoral, o município ficou com 10.040 eleitores, ou seja, 1.017 eleitores a menos. Em Vila Pavão o estrago foi menor: Em 2016 o município registrou 7.461 eleitores após o fim do cadastramento e, em maio deste ano o número caiu para 6.945

Na região, além de Água Doce do Norte e Vila Pavão, os municípios de São Domingos do Norte e Águia Branca também fizeram o cadastramento biométrico entre 2015 e 2016, mas registraram aumento no número de eleitores este ano, em relação ao fim do cadastro.

Brasil – De acordo com a Justiça Eleitoral, cerca de 3,3 milhões de eleitores não vão votar nas eleições de outubro porque não compareceram aos cartórios eleitorais nos municípios em que houve o recadastramento para identificação biométrica e devido a outras restrições. (Weber Andrade)