Bolsonaro mantém 28% mas rejeição é de 46%, diz Datafolha

Fernando Haddad e Bolsonaro lideram a a última pesquisa Datafolha, divulgada na noite de ontem

O Instituto Datafolha divulgou nova pesquisa de intenções de voto para presidente da República na noite desta sexta-feira, 28. A pesquisa confirma o crescimento do candidato do PT, Fernando Haddad, que subiu de 16% na pesquisa anterior para 22%. Jair Bolsonaro (PSL) lidera a corrida com 28% das intenções de voto, mesmo resultado da pesquisa anterior.

Ciro Gomes (PDT), perdeu dois pontos percentuais e ficou com 11%, enquanto o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, subiu de 9% para 10% e Marina Silva (Rede), que tinha 7% das intenções de voto, agora tem apenas 5% das intenções registradas pelo levantamento.

João Amoêdo (Novo) marca 3%. Henrique Meirelles (MDB) e Alvaro Dias (PODE) estão empatados com 2%. Guilherme Boulos (PSOL), Vera Lúcia (PSTU) e Cabo Daciolo (Patriota) também estão empatados, com 1% cada. João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram.

Os votos brancos ou nulos somam 10%. Entre os ouvidos, 5% não sabem ou não responderam.

A proporção de eleitores que declara que pretende votar nulo ou em branco passou de 12% para 10% e o número de indecisos e não respondentes continuou em 5%.

Quase a metade dos eleitores diz
que não vota em Jair Bolsonaro

A estagnação do líder das pesquisas, Jair Bolsonaro, que tem oscilado de 26% a 28% das intenções de voto, é agravada pelo aumento da sua rejeição. Após o início de uma campanha liderada pelas mulheres com a hashtag #Elenão, a rejeição ao candidato aumentou três pontos percentuais, passando de 43% para 46%, ou seja, quase a metade dos eleitores.

A rejeição ao candidato do PT, Fernando Haddad também subiu na mesma proporção. Ele tinha 29% de rejeição no levantamento anterior e agora tem 32%, enquanto a de Marina é de 28%. A taxa de rejeição a Geraldo Alckmin continuou em 24% e a de Ciro Gomes, 21%.

Vera Lúcia ficou com 18%. Cabo Daciolo, Boulos e Eymael são rejeitados por 17% dos eleitores ouvidos. Henrique Meirelles têm taxa de rejeição de 16%, Alvaro Dias,15%, Amôedo, 14%, e João Goulart Filho, 14%.

Eleitores que rejeitam todos os candidatos somam 4% e aqueles que votariam em qualquer um, 2%.

Segundo turno – O Instituto Datafolha fez simulações de segundo turno entre os candidatos com as maiores pontuações. Em todos os cenários, o candidato do PSL, Jair Bolsonaro é derrotado pelos adversários. Ele perde para Ciro Gomes (48% a 38%); para Geraldo Alckmin (45% a 38%) e para Fernando Haddad (45% a 39%).

Ciro Gomes (PDT) venceria também Geraldo Alckmin (42% a 36%) e Haddad (41% a 35%). O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, empataria com Haddad em 39% se a eleição fosse hoje.

Sobre a pesquisa – O levantamento ouviu nove mil eleitores em 343 municípios, entre os dias 26 e 28 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa foi contratada pela TV Globo e pelo jornal Folha de S. Paulo e registrada na Justiça eleitoral com o número BR-08687/2018. (Weber Andrade com Agência Brasil e G1)