Base operacional da PM será instalada amanhã na praça

Equipe da PM esteve hoje fechando a rua; amanhã uma van ficará o dia inteiro no local

Apesar de um pequeno contratempo, o projeto da Polícia Militar de ocupar e bloquear a rua lateral sul da praça Senador Atílio Vivácqua com a instalação da base operacional deve ocorrer nesta quinta-feira pela manhã. Hoje, 24, o tenente Chagas, responsável pela ação, em conjunto com a prefeitura, disse que a van que irá ficar no local durante todo o dia, teve alguns problemas mecânicos, mas estará estacionada na entrada da rua nesta quinta-feira. “Nós queremos fechar aquela rua, que não ajuda em nada o trânsito, mas serve, muitas vezes, para dificultar o trabalho da polícia quando em perseguição”, relatou.

“A implantação dessa base na praça tem dois objetivos: O primeiro é dar maior segurança ao setor bancário e comércio do centro e o segundo, é coibir  tráfico de drogas, prostituição e baderna que sempre acontecem na ala sul da praça”, explica o tenente Chagas.

Já o chefe do setor de Trânsito da prefeitura, Adilson Melo, informou que a base vai ficar na entrada da rua lateral da praça. “A rua – onde fica o Batalhas Bar e o ponto de mototáxi – será fechada para o trânsito a partir de amanhã. Ontem, 23, solicitamos à Secretaria Municipal de Serviços, que fizesse a limpeza do local para a instalação da base da PM que vai fechar a entrada da rua pela avenida Prefeito Manoel Vilá”, esclarece.

Adilson disse ainda que vai sugerir ao prefeito Alencar Marim, o cancelamento da concessão do quiosque que existe hoje na praça e é ocupado por uma sorveteria que acabou virando lanchonete. “No projeto original da praça, o quiosque deveria abrigar uma biblioteca, mas o prefeito José Honório Machado deu a concessão para a instalação de sorveteria no local. Agora, vamos sugerir que o quiosque seja cedido para a base fixa da Polícia Milita”, revela.

A base da PM que será colocada na rua, por enquanto será móvel, ou seja, será uma van, que vai ficar no local em experiência. “Se os resultados forem satisfatórios, a prefeitura vai providenciar água, energia e internet para a base”, conclui Adilson. (Weber Andrade)

Demorou – Para o comerciante André Batalha, dono do bar que fica na rua onde será montada a base, a ação é bem vinda, embora tenha demorado. “O Judiciário e a PM já deveriam estaru atuando com mais força por aqui. Hoje temos diversas mulheres que passam o dia inteiro mendigando e se prostituindo na praça. Muitas delas com crianças no colo. Essas crianças deveriam estar numa creche ou estudando”, lamenta ele. (Weber Andrade)

Tenente Chagas conversou com adolescentes hoje pela manhã no Creas

Tenente faz palestra para adolescentes

Hoje, 24, pela manhã, o tenente Chagas esteve no prédio do Colégio Santa Teresinha, fazendo uma palestra para jovens – a maioria do bairro Colina – que cumprem medidas socioeducativas no Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas).

O tema da palestra foi “Sucesso na Recuperação” e abordou a necessidade de os jovens se livrarem do vicio das drogas. Chagas falou com os adolescentes sobre o trabalho da PM na prevenção e combate e disse que a polícia não é inimiga dos jovens. “Nós queremos estar juntos com vocês nessa recuperação e podemos ajudar. Qualquer um de vocês é bem vindo lá na base do bairro Colina para tomar um cafezinho ou bater um papo. Podem contar comigo pois sou amigo e quero o bem de todos”, disse ele.

Os jovens também puderam escolher fazer alguns cursos gratuitos oferecidos pelo Crea. De acordo com o tenente Chagas, a melhor forma de combater o tráfico é se aproximando dos jovens e das suas famílias, mostrando a eles que existem outros caminhos. (Weber Andrade)