Barra de São Francisco inicia 2018 com sucesso. GOVERNADOR virá ao Município na Terça Feira dia 09 e Alencar Marim apresenta CANTEIRO DE OBRAS.

O município inicia o 2018 com abertura de um grande canteiro de obras, aquisição da certidão negativa, celebração de convênios e o recebimentos de máquinas e recursos do governo federal e estadual via emendas parlamentares.

O Prefeito Alencar Marim irá receber na segunda feira dia 09, Benefícios do estado para BARRA DE SÃO FRANCISCO, com a presença de autoridades estaduais e federal. Estará presente o governador Paulo Hartung acompanhado do deputado Estadual Enivaldo dos Anjos.

PROGRAMAÇÃO

O governador com sua comitiva, e autoridades estaduais e federal conduzidos pelo prefeito Alencar Marim a partir das 09:00hs da Manhã, vão realizar várias ações:

  • 09:00hs – Entrevista na Radio Clube FM
  • 10:00hs – Visita ao Colégio Estadual João XXIII, onde será implantada a Escola Viva;
  • 11:00hs – Reunião com empresários do ramo de Granito na Tomazzine Granitos em Vila Paulista
  • 14:00hs – Será realizado a Inauguração do Trecho que liga a ES 381 a Vargem Alegre, na Sede do Distrito;
  • 15:00hs – Será Celebrado a assinatura dos Convênios para Calçamento de ruas no Bairro Vaquejada;
  • 15:20 – Sanção da Lei que passa o Terreno do Cibrazem para o município; Entrega do prédio do Posto de Saúde para o Município;
  • 15:40 – Entrega de 02 duas Máquinas Hidráulicas; 01 Caminhão Prancha Dela SEAG – na praça Atílio Vivácqua em frente à prefeitura.

De acordo com a equipe de projeto da prefeitura são mais de 27 ruas que começaram o ano com execução de projetos e obras de calçamentos.

As ruas que já tiveram início das obras entre novembro e dezembro de 2017 estão com 40 a 60% obras adiantadas.

Nesta primeira etapa as obras serão realizadas, nos bairros:

  • Nova Barra;
  • Colina;
  • Vila Luciene;

Nos distritos de:

  • Vila Poranga;
  • Vila Monte Sinai – (Vermelha);
  • Vila Paulista;
  • Cachoeirinha de Itaúnas.

O recurso para pavimentação e drenagem de água é fruto de investimentos do governo federal por meio do emendas parlamentares de deputados federais e senadores.

Os calçamentos já iniciados e realizados na Vila Luciene são frutos de recurso próprio municipal, resultado da economia provida pelo prefeito Alencar Marim, que participou de forma direta do movimento mutirão, realizado pela comunidade para construção de calçamentos.

Outra grande conquista para o município é o CENTRO DE HEMODIÁLISE recurso Federal de 02 milhões que está sendo provido pelo deputado federal Marcus Vicente (PP), com a conquista das certidões, a exemplo de Aracruz poderá ter início ainda este ano.CLICK E VEJA

O ano 2017 foi um ano de lutas, porém o Prefeito Alencar Marim focou nas dificuldades para equilibrar as contas públicas. No seu primeiro ano de mandato e projetou metas com boas expectativas para o exercício em 2018.

A Prefeitura teve uma frustração de receitas diante da baixa arrecadação, Salário de funcionários atrasados, Salários aposentados e 13° Salário dos aposentados atrasados, Rescisões Contratuais, Instituto de Previdência Municipal com atraso, déficits acima da média e o município com impedimentos por falta de Certidão Negativa.

O prefeito pede o entendimento da população, ‘’ explicando que no primeiro momento não nos restou alternativa, senão centralizarmos nossos esforços em relação às receitas próprias do município, além de uma forte atuação na redução das despesas’’. disse o prefeito Alencar Marim.

Na ocasião o prefeito destacou que, mesmo diante das dificuldades financeiras enfrentadas no primeiro ano da sua gestão, a melhoria da qualidade dos serviços de Saúde oferecidos à população continua e continuará sendo uma das suas maiores prioridades. Desenvolvemos importantes ações, que está nos dando condições de levar Barra de São Francisco rumo ao desenvolvimento.  ‘’ Acredito no poder de transformação social da política e não desisto, mesmo após algumas dificuldades enfrentadas pelo caminho.’’ Finalizou Prefeito Alencar Marim

O maior problema de muitos prefeitos que assumiram as prefeituras em de janeiro no ano de 2017 foi enfrentar a crise econômica, o que já é um grande desafio para o início de gestão.

Em maior parte dos estados Brasileiro, as prefeituras municipais estão vivendo situação de penúria.

Para o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CMN), Paulo Ziulkoski, a situação dos municípios para o ano 2017 não seria nada bom exigindo uma ação de sabedoria e controle dos gastos. Segundo suas palavras, “o caos estava chegando”.

A maior parte das cidades filiadas à confederação, segundo o presidente, estavam no vermelho. “Não é possível – afirma Ziulkoski – estimar o total que as prefeituras devem, mas só a dívida previdenciária dos mais de 5 mil municípios brasileiros já chega a R$ 100 bilhões. Isso fez frear os avanços administrativos em 2017” e fez muitos prefeitos a apreender a lição de fazer mais com menos.

De acordo com levantamentos, a conta dos precatórios gira em torno de R$ 80 bilhões, sem contar que existem débitos com servidores e fornecedores.

Mas o maior inimigo é a velha raposa da política pessoal, praticada por grupos políticos que apostam no retrocesso com ações objetivas em destruir o adversário político, (derrubar quem estar no poder).

No caso comparado a má atuação de vereadores que se mobilizam para impor o poder de negociação, impedindo o avanço do município usando o poder de negar dotações orçamentarias, e exatamente no momento em que o município mais precisa.

O prejuízo torna se irreparável quando este tipo infantilidade acontece. Este tipo de ação  tem causado muitos danos ao erário público, usada com o objetivo de promover negociações a favor do clientelismo político, pratica eleitoreira impossível para um município em retomada de crescimento.